Três brasileiros receberão investimento de Bill Gates para pesquisas!! Variedades

Grand Challenges2

Hoje, na cidade do Rio de Janeiro, inicia-se uma conferência científica realizada pela Fundação Bill e Melinda Gates. A empresa do bilionário, idealizador e dono da gigante Microsoft, irá investir em novas pesquisas, dentre elas três que estão sendo realizadas por brasileiros.

O evento é o primeiro que o Brasil está sediando e durará três dias, que iniciou-se ontem (28/10) e finalizará na quarta feira (30). A estimativa é que mais de 600 pesquisadores que já recebem apoio financeiro da organização através do projeto Grand Challenges, que, no português significa “Grandes Desafios”, compareçam.

Os três projetos serão anunciados e inseridos no programa durante a conferência e cada um deles ganhará, inicialmente, um patrocínio de US$ 100 mil, com possibilidade de extensão para até US$ 1 milhão, caso prossiga e atinja bons resultados. Os temas são variados, sendo que dois tratam de novas técnicas de plantio de baixo custo, e o outro trata da evolução na produção de medicamentos que auxiliam no tratamento de doenças causadas por parasitas, essas que são comuns no Brasil e na África, como filariose e esquistossomose.

Grand Challenges

O farmacêutico Floriano Paes Silva Júnior, o engenheiro agrônomo Mateus Marrafon e o engenheiro mecânico Ricardo Capúcio de Resende são os 3 felizardos que fazem parte dos 80 selecionados dentre mais de 2.700 inscritos para receber o apoio.

O carioca Floriano desenvolveu a ideia que consiste num software que interpreta imagens, registradas por microscópio, do parasita e avalia todo o seu perfil, indicando quais medicamentos e dosagens deles que devem ser usadas para combatê-lo. Faz-se uma análise da reação dele para com o remédio. A nova técnica promete revolucionar, porque até hoje a maneira feita é inconsistente, tendo em vista que as conclusões são tiradas pela interpretação de quem realiza o exame, que pode não ser exata e levar mais tempo para que o parasita morra.

Loja Construir

O pesquisador Mateus Marrafon, do Instituto Kairós, desenvolveu uma fita biodegradável que consegue distribuir sementes no espaço ideal para que elas cresçam quando plantadas. O protótipo consiste nessa fita que envolve as sementes que serão plantadas e faz o trabalho de espaçamento depois que são introduzidas ao solo, fazendo com que cresçam na maneira ideal. Essa tecnologia vem substituir as máquinas que já fazem esse trabalho, mas encarecem muito o produto final.

A última ideia é de Ricardo Resende, da Universidade de Viçosa, em Minas. Ela consiste em uma máquina que cria buraco nos solos com suas duas rodas e insere neles as sementes. É uma alternativa mais simples que servirá à propriedades menores, pois é pequena, barata e funciona como um carrinho de mão.

Bill Gates

Bill Gates

A iniciativa da Fundação de Bill Gates criou uma ponte com o governo brasileiro, e possibilitou que fizessem um acordo. Esse será selado entre a organização americana e a Fiocruz, empresa brasileira associada ao Ministério da Saúde que trabalha no deselvolvimento de vacinas para a população. O projeto do acordo é de produzir uma vacina dupla viral contra sarampo e rubéola, e ela deve ser exportada para países da África.

Fonte: Folha de S.Paulo;

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Três brasileiros receberão investimento de Bill Gates para pesquisas!!
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tenho 18 anos e sou estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.