Porta-aviões enviado ao Brasil para apoiar golpe militar vira sucata. News

040626-N-8704K-004

O porta-aviões USS-Forrestal, conhecido nos EUA por um incêndio no Vietnã que matou 134 pessoas em 1967 e o maior símbolo de apoio de Washington ao Golpe Militar que o povo brasileiro sofreu em 64, está prestes a virar sucata por apenas US$ 0,01 após fechar um acordo em outubro de 2013.

A história dessa imensa máquina de 325 metros de comprimento e com capacidade para 1500 tripulantes começou em 1954, quando entrou em serviço, sendo o maior porta-aviões de posse dos americanos. Em 64, no dia 31 de março, foi enviado ao Brasil numa frota junto com mais quatro navios petroleiros e seis contratorpedeiros para a operação “Brother Sam”, que vinha em direção à Baía de Santos e apoiaria o levante militar que estava sendo posto em prática. Um livro publicado por Elio Gasparini, denominado “A Ditadura Envergonhada” diz que “o governo americano estava pronto para se meter abertamente na crise brasileira caso estalasse uma guerra civil”. Eles estavam prontos para apoiar os militares caso houvesse resistência. Quando Jango saiu sem muito resistir, a frota deu meia volta e retornou para o território americano.

Toda essa mobilização não era de conhecimento do brasileiro até o ano de 1970, quando Marcos Sá Corrêa, jornalista da época, encontrou na biblioteca do presidente americano que permitiu a ida da equipe ao Brasil, os documentos que davam os detalhes da “missão”.

forrestal

Loja Construir

 

Esse processo que desencadeou o seu “trágico” fim, até que conseguisse ser desmontado a esse preço, iniciou-se em 1993, quando foi desativado e posto para doação. Ficou a disposição de quem quisesse transformá-lo em um museu por dez anos. Somente em 2003, quando ninguém mostrava interesse em adquiri-lo e que foi posto para o processo de desmanche e reciclagem. A marinha americana também teve dificuldades e somente após 10 anos, novamente, foi quando conseguiu uma empresa que transformasse-o em sucata. A All Star Metals levará 18 meses para fazer o desmanche e contará com 180 homens. O valor baixíssimo vai ser compensado pela venda do material adquirido após o desmanche, que de acordo com o orçamento, cobrirá o valor do processo.

O navio, que encontra-se na Filadélfia, será rebocado até o Texas, onde finalmente deixará de ter forma e dará lugar a montanhas de ferro.

DN-SC-04-09140

 

 

Fonte: Folha de S.Paulo;

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Porta-aviões enviado ao Brasil para apoiar golpe militar vira sucata.
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tenho 18 anos e sou estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.