Engenharia de Petróleo e Gás Carreiras,Sem Categoria

Engenharia de Petróleo e Gás

 

O Brasil produz, atualmente, cerca de 2 milhões de barris de petróleo com a operação da Petrobras e de dezenas de empresas estrangeiras. A exploração plena do pré-sal, prevista para ocorrer a partir de 2020, promete elevar ainda mais esses números. Mas as empresas do setor reclamam que não encontram no mercado brasileiro mão de obra devidamente qualificada: o setor estima que precisará de 200 mil profissionais até 2015 – muitos deles, engenheiros. A carência é tanta que o país vem importando esses profissionais. Mais recentemente, em março de 2012, a Petrobras abriu concurso para cadastrar 1,5 mil funcionários, de diversos setores. Só para engenharia do petróleo, o cadastro reserva 345 vagas – 69 delas, para início imediato. A exploração do pré-sal vai demandar 285 mil novos profissionais até 2016 – entre eles, engenheiros de petróleo.
(Fonte: Guia do Estudante)

 

O que faz um engenheiro da área? Engenharia Petróleo e Gás Carreira

É função deste profissional cuidar do transporte do petróleo e seus derivados desde o local da exploração até as refinarias e petroquímicas, bem como dar o destino correto aos resíduos. O engenheiro de petróleo pode tanto atuar no setor administrativo dentro de escritórios ou na parte operacional, nas plataformas marítimas. Dificilmente um profissional terá de conciliar as duas funções. Além das características essenciais para gerenciamento de riscos na indústria petrolífera, o profissional de Engenharia de Petróleo também deve ser habilitado a atuar em áreas mais gerais da engenharia, como análises de risco, gerenciamento de recursos naturais, geoestatística e estudos de variáveis regionalizadas. 

O importante a frisar é que o trabalho interno é fundamental para que o engenheiro tenha a percepção da magnitude das plataformas marítimas. A atividade de planejamento é completa e complexa. É no escritório que se especifica o projeto de perfuração de poços, os produtos químicos que serão utilizados.

 

Engenharia Petróleo e Gás Regulamentação

Qual o piso salarial da categoria?

Para 6 horas diárias: Piso de 6 salários mínimos (aproximadamente 4 mil reais) 

Para 7 horas diárias: Piso de 7,5 salários mínimos (aproximadamente 5 mil reais) 

Para 8 horas diárias: Piso de 9 salários mínimos (um pouco mais de 6 mil reais) 

Observação: O engenheiro que trabalha 06 horas por dia deverá receber 06 salários mínimos, e aqueles que trabalham acima de 06 horas, deverão acrescentar, a cada hora, o percentual de 50%. (O piso apresentado aqui é calculado com base no salário mínimo de  678 reais) 

 

Quais as exigências para se atuar na profissão?

- Ter diploma de graduação em Engenharia de Petróleo e Gás. 

- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). 

 

Regulamentação

Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966

Resolução nº 509, de 26 de setembro de 2008. 

Resolução N° 218, de 29 de julho de 1973, do CONFEA.

 

Na faculdade, qual a base da grade curricular?  Engenharia de Petróleo e Gás Curso Grade Curricular

Loja Construir

Nos primeiros dois anos, estuda-se a grade básica da maioria dos cursos de Engenharia: cálculo, física, química, geologia, geometria, álgebra, lógica, estatística, mecânica e fenômenos de transporte. Do terceiro ano em diante, entram matérias sobre áreas mais específicas, como fontes alternativas de energia, técnicas de exploração e refino do petróleo, prospecção de petróleo, matérias na indústria do petróleo, engenharia de reservatório, métodos de elevação, ciências dos materiais, entre outras. Na grade curricular também há disciplinas ligadas à Gestão do Negócio, como marketing, empreendedorismo, ambiental e direito internacional.

O estágio é obrigatório?

Sim.

 

Dica!! 

O Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) que oferece cursos de especialização para a atuação no segmento projeta a necessidade de qualificar mais 201 mil profissionais até 2015, sendo cerca de 11 mil profissionais de nível superior. De 2006 até 2012, mais de 90 mil profissionais concluíram cursos de várias modalidades.

Para conferir os cursos, clique aqui.

 Engenharia Petróleo e Gás Dica Prominp Curso

 

Você sabia?

Além do ensino em nível superior, quem quiser ingressar na área de minas e energia, já pode começar pelo ensino médio-técnico. A Petrobrás possui o portal Profissões de Futuro, onde é possível consultar quais são os técnicos que a empresa contrata para trabalhar em plataformas de petróleo, refinarias, áreas de logística e dutos ou em um centro de pesquisa de novos produtos e combustíveis. 

 Engenharia Petróleo e Gás

 

Engenharia Petróleo e Gás Plataforma Petrobras

 

Engenharia Petróleo e Gás Plataforma

 

 

Fontes: Prominp, Guia do Estudante, Petrobrás, Profissões de Futuro, Guia do Engenheiro de Petróleo, Guia de Carreiras – Portal G1, Guia de Profissões – IG, USPWikipedia,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Engenharia de Petróleo e Gás
2 votes, 3.00 avg. rating (68% score)

Veterana em Edificações do IFSP, é desde 2008, graduada também na área de humanas .