O trabalho das mulheres no país Variedades

mulheres trabalhando

Hoje podemos ver as mulheres exercendo as mais diversas funções que um dia chegaram a ser inimagináveis para alguém do gênero. Antigamente, era praticamente convencional que mulheres cuidassem das tarefas domésticas e dos filhos, assim ficando o homem encarregado do trabalho para sustentar a família.

Acredito que muitas pessoas já tenham ouvido a frase: “Isso não é coisa de mulher. Lugar de mulher é cuidando da casa.” No futebol, por exemplo, ocorreu um grande avanço. Há um tempo, quem diria que esse esporte de tanto contato físico abriria as portas para o mundo feminino? Inclusive, é profissional e levado com muita seriedade, vide competições nacionais e internacionais com participação midiática. Atualmente, há até Copa do Mundo de futebol feminino. E as mulheres só ganham, pois a tendência é que o preconceito que havia vá diminuindo consideravelmente.

Vamos voltar à história e saber como foi a conquista, já que nem sempre as mulheres puderam trabalhar. Após as grandes guerras mundiais, sabemos que a tecnologia, bem como a ciência, avançaram muito. Estima-se que por volta da década de 40, as mulheres começam a dar seus primeiros passos nessa busca pela inserção no mercado de trabalho e etc. Com a promulgação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em 1943, o trabalho da mulher foi regulamentado detalhadamente.

Hoje há mulheres de todos os tipos: Aquelas que ainda não abandonaram esses laços e, por opção, ou por qualquer outro motivo, são domésticas, há também as que trabalham o dia inteiro (até mais que os seus maridos, muitas vezes) e até mesmo mulheres que fazem as duas coisas. É difícil conseguir conciliar, mas elas conseguem dar um jeito para tudo.

Loja Construir

Essas pessoas do sexo feminino têm a capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Seja no trabalho, em casa e etc. Por exemplo: falar ao telefone, mexer a comida e segurar uma criança no colo. Essa é a mais clássica.

mulher 2

Por serem conhecidas como “sexo frágil”, há até a famosa “Lei Maria da Penha” criada com o intento de punir quem agridem-nas. Julgam essa lei como uma espécie de proposta polêmica e inovadora. Há quem concorda e quem discorda. Mas apenas o tempo irá dizer o efeito surtido.

Você acha que caso as mulheres tivessem inserção mais cedo no mercado de trabalho, pelo menos em nosso país, as coisas seriam mais desenvolvidas? Em até que ponto? E se elas nunca tivessem sido inseridas?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
O trabalho das mulheres no país
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tito Ribeiro

Estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.