Quais os idiomas mais difíceis de aprender?! Curiosidades,Variedades

linguas-do-mundo2

Quem não pensa em aprender uma nova língua na situação que o mercado de trabalho está hoje? Há uma necessidade básica pelo menos do inglês, que nem todo mundo tem paciência e cabeça para aprender. Imagine então se você tivesse que aprender algumas línguas quase impossíveis em que a diferença entre palavras é apenas a entonação que usa para pronunciar uma letra, ou então para entender alguém se comunicando por estalos. E o que torna uma língua difícil para se aprender? Depende diretamente da sua de origem e da distância entre ela o idioma que a pessoa já fala na “árvore genealógica” das línguas, depende de sua originária. O português e o espanhol, por exemplo, ambos advindas do latim, tem grande proximidade, portanto de fácil compreensão entre os nativos. Para se aprender é bem simples, tendo em vista uma grande quantidade de palavras semelhantes.  Já outras, como o Alemão, que tem uma origem bem mais distante, é um tanto mais complicado. Veja abaixo algumas delas classificadas de acordo com o nível de facilidade de aprendizado e um pouco sobre sua origem. Elas estão classificadas por família e alfabeto, que tem legenda logo abaixo.

linguas-do-mundo

Família: Há a latina, a germânica, a Japônica, e todas de origem distante. A latina, que deu origem ao Português, é a mistura do latim com dialetos que os europeus falavam popularmente. Algumas se modificaram com o passar do tempo, dando origem ainda a outros idiomas.

Alfabeto: Os alfabetos também há aos montes, como o latino, o grego, o Logograma, e eles definem o tipo de letra e a representação. Alguns representam sons, outros já trazem um significado completo. Há a diferença de pronúncia, dos sons, e a mistura entre duas letras, que gera uma nova palavra.

Língua Tonal: É uma língua que a entonação de pronúncia modifica completamente o significado da palavra.

Número de Nativos é a quantidade de pessoas que falam o idioma como ‘primeira língua’ ou ‘língua materna’.

 

 

– Então vamos lá começando pelas línguas FÁCEIS de um brasileiro aprender. Normalmente são as de origem latina também, o que não significa que todas sejam extremamente fáceis. Há uma intrusa, de origem germânica, mas que é fácil por ser simplesmente a mais falada no mundo, portanto, a de maior influência.

 

Espanhol

  • Família: Latina
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 390 milhões

Italiano

  • Família: Latina
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 80 milhões

Francês

  • Família: Latina
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 220 milhões

Romeno (Diferentemente do que se pensa, o romeno não é uma língua tão complicada de se aprender. Há pelo menos 500 palavras quase iguais entre ela e o português, assim como acontece com “superior”, que tem escrita e pronúncia idênticas)

  • Família: Latina
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 24 milhões

Inglês (Conheçam o intruso. Não é de origem latina, mas considerado um dos idiomas mais fáceis de um brasileiro/português aprender. Ele está no dia a dia de quase todos os países, e é o mais falado do mundo. Sua influência comercial torna-o uma necessidade para qualquer tipo de emprego)

  • Família: Germânica
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 400 milhões

 

 

– Entra agora a lista dos idiomas de dificuldade MÉDIA de aprendizagem. Agora as famílias são todas diferentes da ‘nossa’ latina, mas o alfabeto ainda é o mesmo na maioria das vezes, já que o latino é o mais usado no mundo. Entram aqui vários idiomas de países europeus.

 

 

Alemão

  • Família: Germânica
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 100 milhões

Islandês

  • Família: Germânica
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 320 mil

Polonês (Aparece pela primeira vez mais uma família, de origem ainda mais distante que a germânica)

  • Família: Eslava
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 42,7 milhões

Finlandês (Ainda de outra família, a língua finlandesa é cheia de vogais e assemelha-se ao japonês em alguns momentos. Ela tem origem diferente da maioria das europeias, assim como o húngaro e o estoniano)

  • Família: Fino-permiana
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 7 milhões

Turco

  • Família: Turcomana
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 73 milhões

Grego (Esse é daqueles que botam medo só de se ver, e algumas letras do alfabeto são até utilizadas para representações matemáticas, como o ‘alfa’, ‘beta’ e ‘teta’. É uma língua ainda mais antiga que o latim, sendo assim a que o inspirou. Como o latim veio muito tempo depois, inspirar o português, o grego e a nossa língua não são tão distantes quanto se pensa. É a primeira vez que um alfabeto diferente aparece na lista… está começando a complicar!)

Loja Construir
  • Família: Helênica
  • Alfabeto: Grego
  • Número de nativos: 13 milhões

 

 

– Agora entramos na categoria das línguas DIFÍCEIS. Não se trata mais da disposição das letras, mas há símbolos diferentes, que não são de nosso entendimento. Além dos símbolos, que representam letras, palavras ou até frases, há aquelas citadas na legenda, as línguas tonais, onde uma palavra, pronunciada de maneira errada, pode ter três significados diferentes que você verá quando chegar.

-2[-2[

 

Russo

  • Família: Eslava
  • Alfabeto: Cirílico
  • Número de nativos: 164 milhões

Árabe (Um dos mais difíceis, sem dúvidas. É uma embolação que o nosso lado direito do cérebro, aquele que lê e compreende a escrita, se sobrecarrega. Tente ler isso que está entre parênteses – (ترجمة؟ حتى لا تفوت الفرصة لزيارة مرة أخرى بلوق الهندسة المستقبل.) – complicado, não é? Agora jogue no Google Tradutor e veja o que significa. A ordem modifica, mas a ideia é a mesma.)

  • Família: Semítica
  • Alfabeto: Árabe
  • Número de nativos: 206 milhões

Vietnamita (Aparece este como o primeiro de Língua Tonal. A palavra “Khao” pode significar “ele”, “ela” ou “branco”, depende de como é feita a pronúncia.)

  • Família: Mon-khmer
  • Alfabeto: Latino
  • Número de nativos: 73 milhões
  • Língua Tonal

Tailandês

  • Família: Kradai
  • Alfabeto: Khmer
  • Número de nativos: 60 milhões
  • Língua Tonal

Mandarim

  • Família: Sino-tibetana
  • Alfabeto: Logograma
  • Número de nativos: 885 milhões
  • Língua Tonal

Japonês (Essa está na boca do povo na hora de falar sobre algo realmente complicado, assim como o grego. Há milhares de símbolos, ideogramas, que significam palavras, letras, termos, etc… Para aprender japonês é necessário gravar dois sistemas silabários, cinco de escrita e um HD superpoderoso no lugar do cérebro. Acho que é por isso que os orientais estão sempre à frente. Mal posso ver seus movimentos)

  • Família: Jopônica
  • Alfabeto: Logograma
  • Número de nativos: 127 milhões
  • Língua Tonal

Coreano

  • Família: -Língua isolada-
  • Alfabeto: Hangul
  • Número de nativos: 71 milhões
  • Língua Tonal

 

 

– Essas foram as difíceis, e falaremos agora daquelas que podemos chamar de PRATICAMENTE IMPOSSÍVEIS E DE OUTRO MUNDO. Fora as brincadeiras, é realmente muito difícil e que necessitam de uma força vocálica impressionante. Um desses é todo feito a partir de barulhos, estalos, da língua no céu da boca.

 

 

Tuyuca (Baseado em consoantes e muito complicado. Vocabulário imenso e bem diversificado, com algumas coisas bem específicas, como a forma de finalizar uma frase, que deve pronunciar o verbo (Yoda tuyuca fala?). Estanho, não é?)

  • Família: Tukano oriental
  • Alfabeto:        -
  • Número de nativos: Não chegam a mil.

!Xóõ (Precisa falar mais alguma coisa? Só o nome deixa bem evidente o quão estranho é. Para pronunciar o nome dessa língua é só estalar a língua no céu da boca. É coisa de doido, não é?  Uma língua construída por cliques. São 5 básicos e 17 adicionais que tornam a comunicação das pessoas de Botsuana, na África)

  • Família: Khoisan
  • Alfabeto:        -
  • Número de nativos: 2,5 mil.

 

É isso.. nenhuma língua é impossível, acredito eu, mas há alguma realmente bem estranhas. Pra você, persistente de natureza simplesmente pelo fato de fazer engenharia, que tal começar a aprender? Uma coisa é certa, não será em vão! Visite os outros artigos do Engenharia do Futuro e conheça muito mais sobre esse mundo tão impressionante baseado em fatos e cálculos.

Fonte: Super Abril;

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Quais os idiomas mais difíceis de aprender?!
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tenho 18 anos e sou estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.