Preço atual dos estádios da copa já ultrapassa três vezes o inicial! Engenharia Civil,News

Estadios Copa

Não é nenhuma novidade que no Brasil as coisas andam bem mais devagar do que em outros países sub-desenvolvidos e muuuito atrás dos desenvolvidos. O porque não nos cabe julgar, mas todo cidadão de verdade sabe, não é? E não é apenas lábia do povo contra o governo, é tudo baseado em fatos. Para se ter noção, o custo total estimado dos estádios para a Copa do Mundo já superou três

Estadios Copa-1

vezes o que foi divulgado pela CBF à FIFA na apresentação do projeto para ser o país sede. No documento divulgado pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, o levantamento técnico inicial da FIFA, de 30 de outubro de 2007, dizia que o valor oficial estimado para a construção das arenas era de US$ 1,1 bilhão, ou seja, R$ 2,6 bilhões, aproximadamente. Baixo, se for pensar na grandiosidade de um evento de abrangência mundial. Isso se mantém até agora, que estamos a pouco tempo da copa?

Assim como provavelmente todos responderam, NÃO! A última estimativa oficial disponibilizada põe um novo valor, que chega a R$ 8,9 bilhões. O documento foi assinado por Hugo Salcedo, o responsável por coordenar a primeira inspeção da entidade do futebol mundial ao Brasil em 2007. De acordo com eles, o orçamento tinha sido bem preparado e não havia problemas e nem dúvidas sobre a competência do Brasil em cumprir com o compromisso firmado com eles.

No informe antigo havia uma frase da FIFA que contradiz com a realidade de hoje: “A CBF atualmente estima que os investimentos relacionados com a construção e reformas de estádios estão em US$ 1,1 bilhão”. O motivo dessa afirmação não se sabe, já que das 18 cidades que brigavam por um estágio para sediar alguns jogos, apenas 5 foram visitadas. Entre as escolhidas, Salvador, Natal, Fortaleza, Manaus, Recife, Cuiabá e Curitiba não chegaram a ser visitadas. Se neste caso a FIFA já põe em dúvida se sabia a verdadeira realidade dos custos, em outro, o que relata o desafio do Brasil em reformar e construir estádios, era conhecido: “Os padrões e exigências da Fifa vão superar em muito qualquer outro evento realizado na história do Brasil em termos de magnitude e complexidade. Nenhum dos estádios no Brasil estaria em condições de receber um jogo da Copa nos atuais estados. A Fifa deve prestar uma especial atenção nos projetos”. E ai, será que prestaram a atenção necessária? Os trabalhadores tem a formação necessária e as empreiteiras dão o suporte correto para que tudo seja feito como deve? E os prazos, são falta de verba ou de competência?

Loja Construir

Outra quebra de expectativas foi na questão dos Aeroportos. Várias cidades prometeram uma série de reformas e até reconstruções para que o sistema de transporte aéreo não deixasse a desejar como faz há alguns anos. Para receber o passe para sediar a copa, o país apresentou vários projetos, sendo que a maioria não veio a ser cumprida. “A infraestrutura de transporte aéreo e urbano poderia atender de forma confortável as demandas da Copa” e “O time de inspeção pode confirmar com confiança que a infraestrutura de aeroportos poderia atender a um grande número de passageiros indo a jogos em viagens de ida e volta no mesmo dia.” são frases presentes no relatório da FIFA, e que está longe da realidade.

Além do transporte aéreo, a promessa era da melhora do rodoviário e do transporte urbano, que deveria ser melhorado para evitar os quilométricos engarrafamentos que eventualmente acontecem nas grandes cidades brasileiras. Em 2007 se dava como certa a construção de um trem bala entre Rio de Janeiro e São Paulo, algo que também não veio a acontecer. A estrutura de hotelaria e do sistema de saúde, no entanto, não precisaria de tantas reformas, então não há grandes decepções. A saúde, pelo menos do sistema particular, que será a mais procurada pelos turistas, atende a demanda e aos padrões internacionais, assim como hotéis há aos montes nas cidades sede e nos arredores.

Fonte: UOL

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Preço atual dos estádios da copa já ultrapassa três vezes o inicial!
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tenho 18 anos e sou estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.