Engenharia Química Carreiras,Sem Categoria

images

   “Conhecida como engenharia universal por ser um ramo da engenharia que combina conhecimentos de química, biologia, física, computação e matemática para projetar, construir e operar plantas químicas de matérias-primas em produtos finais através de processos químicos, biológicos ou físicos, chamados de Operações Unitárias. A Engenharia Química é a profissão que dedica-se desde a concepção, desenvolvimento, dimensionamento, melhoramento até a aplicação dos Processos e dos seus Produtos. “

 

O que faz um engenheiro da área?   

engenheiro-quimico   Primeiramente, devemos saber da diferença entre um químico (bacharel) e um engenheiro químico. A grosso modo, o químico em geral é responsável pelos processos de análise de laboratório. Já o engenheiro fica no chão da fábrica. 

   Enquanto o químico trabalha basicamente na realização de experimentos e análises químicas, desenvolvendo materiais e propondo novas reações para obter produtos químicos em laboratórios, o engenheiro químico atua diretamente no desenvolvimento e operação de processos físico-químicos em escala industrial, dimensionando equipamentos e definindo as etapas do processo. Cria também, técnicas para extração de matérias-primas, bem como de sua utilização ou transformação em produtos químicos e petroquímicos.  

 

Na faculdade, qual a base da grade curricular?   

   Física, química e matemática estão presentes no currículo durante todo o curso. Com os recentes avanços da biotecnologia, os conhecimentos de biologia vêm sendo incorporados ao currículo. A partir do terceiro ano, essas disciplinas passam a ser aplicadas a processos físico-químicos, nos quais o aluno aprende a identificar as reações, a analisar e a purificar compostos químicos e a projetar equipamentos relacionados com as diversas transformações que ocorrem na indústria química. As aulas em laboratório, inclusive no de informática, ocupam parte significativa da carga horária e são fundamentais para o estudante se familiarizar com os equipamentos industriais e se preparar para enfrentar problemas reais de uma fábrica.  

 

O estágio é obrigatório?   

   Sim, porém em algumas instituições como UFBA, estabeleceu-se que o estágio só será feito a partir do oitavo semestre.   

   Na Poli da USP, a partir do terceiro ano, os estudantes cursam quatro meses de aulas acadêmicas e fazem quatro meses de estágio, que pode ser realizado em empresas do Brasil e do exterior ou mesmo na universidade. 

Loja Construir

 

 

Quais as funções do estagiário?   

   O estagiário, em geral, é responsável por atividades mais simples nas empresas, auxiliando profissionais mais experientes. Conforme o estagiário adquire experiência, tarefas de mais responsabilidade lhe são atribuídas.  

 

Exigências para atuar na profissão:   

- Ter diploma de graduação em Engenharia Química.  

- Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).  

 

Ganho inicial– engenheiros formados (média mensal)  

R$ 4,5 mil. 

 

Ganho no auge (média mensal)      

R$ 10 mil. 

 

Auge da carreira  

Cerca de dez anos. 

 

Regulamentação  

Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966. 

 

 

Dicas pra quem quer seguir a carreira:  

- O estudante deve escolher uma escola de primeira linha para cursar a graduação, pois o mercado é muito seletivo em relação à formação.  

- O profissional precisa se manter atualizado, pois o campo de trabalho é bastante dinâmico. Essa atualização não deve ser somente técnica.  

- Cursos de pós-graduação ligados a gestão também são muito interessantes para a evolução do profissional.  
 
Fontes: IFBA, Guia do Estudante, Guia de educação do Portal IG, Wikipedia, Guia de carreiras do Portal G1, Catho. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Engenharia Química
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Veterana em Edificações do IFSP, é desde 2008, graduada também na área de humanas .

Comentários

  1. Jomar Duarte Filho disse:

    Duas observações relativas ao engº químico em adição ao que foi dito: # o profissional pode e deve ser/estar registrado opcionalmente no CRQ (Conselho Regional de Química), além do CREA; estamos muito relacionados à química pela própria denominação, portanto…CRQ; # acredito que o auge da carreira estaria um pouco mais à frente dos 10 anos; diria 20-25 anos de formado, com salários na faixa de R$30-35 mil/mensais.

    1. Viviane Pavilionis disse:

      Oi Jomar!!! Obrigada pelo comentário! Mas só uma dúvida sobre o que você escreveu: “o profissional pode e deve ser/estar registrado opcionalmente no CRQ”. Ele pode e deve, ou é opcional?? Pois se é opcional, cada um escolhe fazer o que achar mais coerente, não?? Pelo que pesquisei, a maioria das empresas não obriga o funcionário a ter o CRQ, quando a vaga é para engenheiro… Por isso coloquei somente o CREA.
      E o tempo de 10, 20 ou 25 anos – assim como o salário – são relativos à(s) empresa(s) por onde se passa, o desempenho do engenheiro, a localidade das empresas…. Enfim, é só uma média, não é uma regra!! ;)
      Um abraço!!!

  2. Samir disse:

    Em relação a ter o crq ou crea existe um porém.
    A relação entre os órgãos e o prejuízos causados aos profissionais, foi feito um acordo de cavalheiros.
    Se o profissional atua em questões químicas ou laboratoriais, este deve contribuir com o crq.
    Ja se o profissional atua em áreas ligadas a projetos de produção ou correlatadas, o mesmo contribui ao crea.