Braço mecânico ajuda baterista Jason Barnes a voltar a tocar! Tecnologia

Sanders-bateria-humano-2

Por trás de um grande sonho de se tornar um baterista profissional estava um outro grande problema que somente a tecnologia seria capaz de resolver. Jason Barnes perdeu a parte inferior de seu braço direito, e pensou que seu sonho nunca seria capaz de realizar. No seu trabalho de limpar as saídas de ventilação de um bar, acabou sendo eletrocutado e tendo que amputar um pedaço do braço, e isso o privou de muitas coisas.

Ele, daqueles que não desistem, não desistiu de treinar e conseguiu entrar para ter aulas no Instituto de Música e Mídia de Atlanta. Lá passou a ser treinado por Eric Sanders, que se impressionou como fazia aquilo tão bem mesmo sem um dos braços. Com essa facilidade de Barnes, o professou o levou ao Instituto de Tecnologia da Georgia e apresentou-o a Gil Weinberg, que trabalhava com tecnologia. A equipe então idealizou um braço mecânico que poderia resolver seus problemas e fazer com que explorasse o evidente talento.

O sucesso foi instantâneo e o músico adaptou-se rapidamente. A combinação deu certo e hoje ele já cria percussões que uma pessoa normal não consegue, isso tudo devido a um sistema com duas baquetas no mesmo braço. O dispositivos conta com dois motores: um autônomo, criando movimentos programados e sem necessidade de estímulo, e outro que é acionado por eletromiografia, tecnologia que movimenta de acordo com os impulsos nervosos de seus bíceps, que quando contraído, passa a tocar mais rápido.

O baterista pode, por exemplo, movimentar uma das baquetas para longe, caso não queira ouvi-lo, e isso depende também das necessidades. O teste inicial foi feito por ele na primeira semana de março, e aprovou o protótipo, afirmando inclusive, que se pudesse usaria ele o tempo todo por ser bem melhor do que já usa.

A movimentação da baqueta autônoma é regulada por algoritmos que podem ser incluídos no sistema de acordo com a necessidade da música. O uso torna o baterista bem mais eficiente que qualquer outro, pois cria 3 sons diferenciados, podendo controlar também algumas coisas como o estilo musical, força (que está diretamente ligado ao volume tocado), etc. Os pesquisadores esperam utilizar, em breve, essas tecnologias para outras práticas.

 

O professor Sanders e seu aprendiz Jason Barnes farão sua primeira apresentação musical no dia 22/03/14, que contará também com um robô de dança desenvolvido pela equipe. Ela será no Festival de Ciência de Atlanta, com uma repertório que promete e é muito esperado.

Loja Construir

Sanders-bateria-humano-5

Sanders-bateria-humano-4

Sanders-bateria-humano-3

Sanders-bateria-humano-1

Sanders-bateria-humano

 

Veja também o vídeo da primeira sessão de testes:

Fonte: NewScientist

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Loja Construir
Braço mecânico ajuda baterista Jason Barnes a voltar a tocar!
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)

Tenho 18 anos e sou estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.